Pesquisar

         twitter logo  You Tube   

Enquete

Acesso o site...
 



Nosso boletim

Visitantes

Nós temos 93 visitantes online

Cadastro de Professores

                  
AddThis Social Bookmark Button
Nuvens e algas

André Perticarrari, doutor em biologia comparada pela USP e membro da equipe da Casa da Ciência, falou com os alunos sobre os estados físicos da água – sólido, liquido e gasoso – e discutiu sobre a formação das nuvens. O ciclo da água tem grande importância na formação das nuvens, que são constituídas por pequenas gotículas de água no estado líquido. Durante o encontro, os alunos viram que há outros elementos que influenciam na formação das nuvens, que são as plantas, algas e outros organismos que realizam fotossíntese e mantém a quantidade constante de oxigênio na atmosfera. Ao final da aula os estudantes discutiram sobre poluição, principal causadora da chuva ácida. Como exemplo, os alunos utilizaram a cidade de São Paulo que, devido ao grande fluxo de carros e às indústrias que liberam gases poluentes na atmosfera, tem alto índice de poluição.

Na Terra é possível encontrar água no estado sólido (gelo), líquido (água) e gasoso (vapor). Já na atmosfera encontramos a água no estado gasoso, ou seja, na forma de vapor de água.

 
Formação da nuvem
 
André: “Do que é formada a nuvem?”.
Alunos: “Fumaça”.
André: “O que é uma fumaça?”.
Alunos: “Vapor”.
André: “Vocês acham que a nuvem é formada por vapor de água?”.
Alunos: “Sim”.
André: “A água no estado líquido é mais densa que o ar. Se ela é mais densa qual é a tendência dela? É cair não é? Então será que a nuvem está no estado líquido ou gasoso?”.
Alunos: “Gasoso”.
André: “E se eu falar que na verdade a nuvem está no estado líquido. Você enxerga gás? Não. A nuvem a gente está vendo, não está?”.
Alunos: “Está”.
André: “Apesar dessa aparência de fumaça, de vapor. Na verdade aquilo não é vapor, é água no estado líquido. Se ela está no estado líquido como ela consegue se manter nessas camadas da atmosfera?”.
 
Vamos entender o ciclo da água:
 
André: “Como ocorre o ciclo da água no nosso planeta? Como faz para ter água na atmosfera?”.
Alunos: “Quando está muito quente o calor bate na água e sobe o vapor”.
André: “Mas o que acontece com a água?”.
Alunos: “Evapora”.
André: “Ela muda de estado?”.
Alunos: “É”.
André: “Como está fornecendo calor, vai fornecer energia, isso agita as moléculas de água e faz com que elas se distanciem uma da outra, fazendo com que elas passem para o estado gasoso. E o que acontece com essa água?”.
Alunos: “Ela sobe”.
André: “Ela vai para onde?”.
Alunos: “Para atmosfera”.
 
Quando a água atinge as camadas mais altas da atmosfera ela encontra uma temperatura menor, por isso sofre uma mudança em seu estado físico. Com a baixa temperatura as moléculas começam a se aproximar e a agitação fica menor, então a água se condensa, mudando para o estado líquido. Portanto, esse vapor proveniente da evaporação da água na superficie terrrestre se condensa e forma as nuvens. 
Mas será que só isso é suficiente para formar uma nuvem? 
 
Algas e nuvens

Outro organismo que interfere na formacão das nuvens são as algas, que liberam um gás chamado dimetilsulfeto (DMS). Este gás é liberado na água onde a alga está e, depois com sua evaporação, segue para atmosfera junto com o vapor d’água. O DMS funciona como um núcleo de condensação, na atmosfera ele atrai as moléculas de água, formando então microscópicas gotículas de água. O conjunto destas gotículas forma a nuvem, quando a gotícula fica grande e mais pesada ela cai na forma de chuva. 
 
Este texto tem como objetivo reportar a interação entre alunos e pesquisador e os conceitos tratados durante os encontros do programa “Adote um Cientista”. 

Encontro realizado em: 01/03/2010.
AddThis Social Bookmark Button
 

Envios recentes

Casa da Ciência

Publicações

 

Jornal das Ciências 
Folhetins 

 

 

 


Casa da Ciência 2011 - Hemocentro de Ribeirão Preto FMRP-USP