Pesquisar

         twitter logo  You Tube   

Enquete

Acesso o site...
 



Nosso boletim

Visitantes

Nós temos 69 visitantes online

Cadastro de Professores

                  
AddThis Social Bookmark Button
Casa da Ciência recebe visita de grupo da UFTM
Sex, 26 de Setembro de 2014 14:04

A Casa da Ciência recebeu 15 alunos do 6º período do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) no dia 12 de setembro. Acompanhados pelos professores Mariangela Torreglosa Ruiz Cintra, Thiago da Silva Marinho e Wagner Rodrigues da Silva, o grupo conheceu os programas educacionais e os formatos de divulgação da Casa.

Os professores ministram a disciplina “Estudos e Desenvolvimento de Projetos”, na qual os estudantes desenvolvem um projeto didático para o ensino de Ciências e de Biologia. Para obter dados que pudessem ajudá-los no planejamento e execução dos projetos, os professores procuraram a equipe da Casa e tiveram oportunidade de entender como são desenvolvidos os programas e a divulgação dos resultados. “Aqui o grupo já tem uma experiência com a divulgação científica, já tem modelos elaborados. Nosso objetivo foi trazer os alunos para aprendermos juntos, compartilharmos ações com um grupo mais experiente”, explicou o Prof. Wagner. “Ver um projeto que a gente sabe que é bem sucedido, que está trabalhando na divulgação, dá essa visão para os nossos alunos”, acrescentou a Profa. Mariangela.

A primeira parte do encontro aconteceu no Bloco Didático da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) e teve início com a fala da Profa. Marisa Ramos Barbieri, coordenadora da Casa da Ciência, sobre a importância da memória no ensino. “Se está registrado, se está publicado, tem a memória, é possível dar uma continuidade e não ser sempre pioneiro. O que não acontece com o ensino, pois é sempre um recomeço, não tem história escrita”, afirmou Marisa. A professora destacou a importância da pesquisa na educação e falou como o plano de aula é essencial para que dados não sejam perdidos durante o processo de ensino-aprendizagem, salientando o esforço que continua realizando para que o trabalho de campo do professor que investiga seja reconhecido como sendo na sala de aula.

Partindo para divulgação científica, o Prof. Tiago Marinho contou do interesse da imprensa de Uberaba na pesquisa em paleontologia que é realizada na universidade. “Para sair um pouco desse lugar comum que é a paleontologia na cidade, procuramos a Casa da Ciência para que os alunos pudessem conhecer novos horizontes e a divulgação científica na Casa”, contou. E acabou revelando que “nessa tradução toda da pesquisa para a divulgação, a extensão e o ensino tem uma difusão de coisas que acabam se perdendo”. Aproveitando o gancho, a professora Marisa falou da articulação entre a seleção de materiais e a avaliação do que é produzido na Casa da Ciência: “O que determinado material que eu selecionei produz de mudanças nessas pessoas, nesses alunos, nesse público que participou das atividades que programei?”.

Utilizando como exemplo o site da Casa, a coordenadora falou sobre como a equipe mantém uma preocupação constante com as manifestações dos alunos e como isso é transferido para os materiais de divulgação. Apesar de receber materiais que representam uma parte dos dados que são registrados constantemente nos programas educacionais e eventos, o site constitui a memória da Casa da Ciência e atualmente contabiliza 1 milhão e 200 mil acessos. “A hipótese sobre os mais de mil acessos diários ao nosso site é de que nós não divulgamos um texto qualquer, nós analisamos com avalições de quem participou das atividades. Os alunos são capazes de fazer perguntas e comentários admiráveis”, explicou.

Para complementar a fala da coordenadora, o biólogo Fernando Rossi Trigo, integrante da equipe da Casa da Ciência, mostrou parte da trajetória, com início em 2001, como projeto educacional do CEPID. Passando por alguns resultados com alunos e apresentando depoimentos de pesquisadores que passaram pelos programas, Fernando falou do desenvolvimento e desdobramentos das ações educacionais da Casa em materiais de divulgação impressos e online.

Alunos conheceram o MuLEC e os materiais de exposição da Casa da Ciência.

A finalização da visita aconteceu no Museu e Laboratório de Ensino de Ciências (MuLEC). O grupo foi apresentado aos pôsteres da exposição “Mitocôndria: Camisa 10 em qualquer time”, realizada durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) de 2013. A articulação de conceitos envolvendo a mecânica do corpo humano, com destaque à organela mitocôndria, principalmente por sua eficiência em produzir ATP para a célula, foi exibida aos alunos.

O grupo conheceu também o trabalho desenvolvido na escola SESI 259 pelo professor Ricardo Couto – especialista em abelhas – com um tronco de Tecoma stans. Fernando explicou que os alunos da escola observaram “grandes insetos pretos” sobrevoando o tronco e, nesta oportunidade, Ricardo explicou que se tratava da abelha solitária Xylocopa - também conhecida como carpinteira – e iniciou uma investigação sobre ninhos-armadilha para abelhas solitárias com os jovens.

No final, os visitantes observaram alguns materiais de exposição permanente, como os poliedros de Platão, sólidos de evolução e modelos didáticos do Teorema de Pitágoras, do Teorema de Pappus e de conservação de volume. Na conversa com a equipe, os alunos se mostraram surpresos com o trabalho da Casa da Ciência. “Fiquei maravilhada. O projeto é fantástico. Vocês aproximam alunos da rede básica e pesquisadores, os quais mesmo para gente [da graduação] são muito distantes”, disse a aluna Jade Luiza Botelho da Silva da UFTM.

 

AddThis Social Bookmark Button
 

Envios recentes

Casa da Ciência

Publicações

 

Jornal das Ciências 
Folhetins 

 

 

 


Casa da Ciência 2011 - Hemocentro de Ribeirão Preto FMRP-USP